Leituras Online

Translate

Mostrando postagens com marcador aprenda linux. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador aprenda linux. Mostrar todas as postagens

sábado, 11 de junho de 2016

Pra quem é indicado o Linux


Quando comecei a entrar no mundo da tecnologia e ganhei meu primeiro computador, entrei nos primeiros fóruns de informática etc e via pessoas falando sobre Linux eu achava que era algo de outro mundo e que só pessoas muito estudadas sabiam usar esse sistema e que com certeza eu não conseguiria usá-lo nem um só dia e sempre adiava um possível teste com o sistema.
Com o passar dos anos e ainda sem entender nada sobre o assunto cheguei por acaso em grupos de redes sociais que tratavam especificamente sobre Linux e então comecei a entender a importância do mesmo para toda a rede mundial de computadores, sites, servidores e na segurança da informação no geral, passei a querer conhecer de uma vez por todas tudo ou o possível sobre essa grande ferramenta para vários tipos de soluções em TI e ainda OpenSource e Livre.
Descobri que na verdade Linux nunca foi para tipos específicos de profissionais, mesmo que sim, ele serve para soluções específicas como já disse e para isso depende de pessoas que realmente entendam muito bem dessas mesmas soluções e do Sistema em si quando no caso de um firewall baseado em Linux ou um servidor, mas durante os anos o Linux cresceu muito e hoje também é para quem não tem nenhum conhecimento profissional nas áreas de TI, Linux hoje pode ser usado por qualquer pessoa e digo mais, os que menos entendem dos demais sistemas operacionais podem se adaptar muito melhor que os que já são experts em Windows ou Mac, pois estes acabam deixando de certa forma vícios pelos programas excelentes desenvolvidos para estas plataformas como o Photoshop ou demais programas Adobe para edição e criação de imagens e vídeo, ou plataformas de desenvolvimento diversas que existem e são muito usadas em Windows mas que no Linux são um pouco diferentes tornando um trabalho de edição por exemplo um pouco mais difícil quando as ferramentas nos programas paralelos do Linux funcionem um pouco diferente dentre outras particularidades que podem ser um problema na hora da adaptação, porém tudo isso se resolve com algumas horas de treinamento e costume, mas a boa noticia é que para um usuário "comum" não há problema algum ao migrar para um sistema Linux pois não traria vícios e costumes de outro sistema com respeito a programas específicos como os que citei, bastando apenas se adaptar ás formas de instalação de software que na maioria das vezes não é feita por programas baixados direto de sites para ser instalado com apenas um "clique e next", mas calma aí, não é tão óbvio como no Windows mas não é tão complexo como muitos pensam pois na maioria das distribuições Linux "modernas" há um programa especifico para encontrar e instalar facilmente qualquer tipo de programas que o usuário necessite.

Exemplos:

Fedora

No Fedora temos algumas opções para instalação mais fácil de programas que esteja disponíveis para Linux ou para a distribuição especifica via repositórios, o que mais usei no caso é o "padrão" que sempre vem junto pré instalado chamado Yumex ou Yum-Extender que é um gerenciador de pacotes amigável que para se instalar um programa basta pesquisá-lo por nome ou palavra chave e/ou ir até as categorias disponíveis no programa e encontrar o que precisa

OpenSUSE

No OpensSuSe também encontramos uma solução bem parecida com o Yumex porém bem mais completo e talvez até mais fácil e também funciona quase da mesma forma, pesquisando ou por categorias de pacotes, nessa distro o gerenciador de pacotes gráfico está junto ao YaST2 que é não só um "instalador de programas" mas também um painel completo com todas as configurações do sistema via interface gráfica

ArchLinux

No Arch apesar de ser umas das distribuições que mais assustam pela suposta dificuldade também tem suas facilidades como os demais e trás também diversas ferramentas para instalação mais fácil de programas , algumas delas vieram junto com distribuições que se basearam no Arch para criar sistemas mais fáceis de se usar, algumas delas são o Pamac, Pacmanxg, Octopi dentre outros que estão presentes por padrão em distribuições baseadas/feitas á partir do Arch Linux (Manjaro por exemplo) mas que facilmente instalamos no Arch também


Octopi


Ubuntu

Já no Ubuntu capricharam um pouco mais e o mesmo tem uma "central de programas"  um pouco mais completa e de fácil manuseio, (porém as propagandas incomodam um pouco) mas que é uma das melhores soluções para instalação fácil de programas em Linux



Enfim, o que quero com este pequeno artigo é dizer que não há necessidade alguma de ser um gênio em TI para usar Linux, solução para quem não entende nada do terminal existe, ou melhor, não há necessidade de saber usar terminal para usar Linux, isso é bom aprender sim e com o tempo todos aprendemos e o que precisamos é vontade e coragem de mudar um pouco, e cá entre nós há sim muitas vantagens em usar um sistema mais limpo e ainda por cima livre, obrigado a quem chegou até o fim.

Conheça, se arrisque, mude, estude, leia, aprenda tudo que puder, seja 
 e faça a diferença, venha para o Linux :D

sábado, 8 de agosto de 2015

Aula em Flash - Administração de Sistemas Linux


Para você que ainda não conhece as funcionalidades do Linux e quer começar a ter uma noção de como funciona o sistema vou compartilhar aqui uma aula de um dos cursos que fiz para tirar a certificação CompTIA Linux.
Bom, é apenas uma aula pois o curso na verdade é pago, não é pra fazer propaganda nem nada disto, apenas acho que postar todo o curso seria errado, e é claro.. querendo o completo logicamente pesquise sobre  o Professor e o site dele.. conforme o tempo talvêz eu separe mais alguma aula  e posto...   flw o/

OBS: extraia e abra o arquivo html "player.html".
 Download Aula em Flash/Html

terça-feira, 3 de março de 2015

Biblioteca Linux?

Oi, Criei este blog no intuito de ajudar aqueles que como eu pretendem aprender e se aprofundar mais sobre este incrível sistema operacional chamado Linux.
Quando eu comecei a me interessar em Linux tive muita dificuldade em encontrar conteúdo satisfatório à minha vontade de aprender sobre ele  e com isso quase desisti e deixei de lado, até que com ajuda de algumas pessoas que conheci nas redes sociais eu encontrei vários cursos, livros, artigos etc. não cito os fóruns que existem por aí pois a maioria é pra quem já utiliza o sistema e vai aos fóruns escrever algum artigo, pedir alguma ajuda com algo que está com dificuldade no momento etc.. ou seja pra mim não serviram pra aprender nada e ainda aumentavam minhas dúvidas.
Pois bem, com o material que fui encontrando pela internet decidi criar o Biblioteca Linux para compartilhar com outros as minhas descobertas no mundo Linux que logicamente ainda não aprendi nem 20% estou apenas começando e desde já compartilhando isso com quem se interessar. Logo estarei postando livros em pdf, dicas sobre cursos etc. desde já agradeço a quem ler isto :)

Observação: todo conteúdo aqui postado foram materiais que me repassaram e estarei repassando de igual modo aos que aqui chegarem....

sábado, 7 de fevereiro de 2015

Linux - Shell Script


                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                 
                                Linux - Shell Script from Marcos Cesar Kossoski on Vimeo.

                                          videos aulas completas activeinfo.com.br

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Dica - Treinamento para certificação LPI e CompTIA

Olá, senti a necessidade de compartilhar sobre este curso como outros que já mencionei no blog, porém este eu realmente estou fazendo e gostando muito...
Vale a pena e ao contrário de outro que citei e critiquei aqui, este curso realmente tem bom conteúdo e o preço é justo e da ao aluno total suporte e informações de como e onde fazer as provas LPI, CompTIA Linux+ & Novell.

Descrição do curso no site
Este curso é focado especificamente nos tópicos que um administrador precisa saber, sem perda de tempo, com todos os assuntos das provas 101 e 102 da certificação LPI, CompTIA Linux+ e Novell.
Faça as provas da CompTIA Linux+ Powered by LPI e obtenha os certificados daCompTIALPI e Novell SuSE.

Conteúdo do Curso:

  • Tópico 101 - Arquitetura do Sistema
  • Tópico 102 - Instalação e Gerenciamento de Pacotes
  • Tópico 103 - Comandos GNU e UNIX
  • Tópico 104 - Dispositivos e Sistemas de Arquivos
  • Tópico 105 - Shell, Script e Gerenciamento de Dados
  • Tópico 106 - Interface do Usuário
  • Tópico 107 - Tarefas Administrativas
  • Tópico 108 - Serviços Essenciais do Sistema
  • Tópico 109 - Fundamentos de Rede
  • Tópico 110 - Segurança
Baixe aqui o descritivo detalhado do conteúdo do curso.

Neste curso você:

  • Aprende Linux e se prepara para as provas - Você aprende linux de verdade, mesmo com conhecimentos básicos, e ainda se prepara para as provas da CompTIA e LPI;
  • Use seu tempo livre - Estude em qualquer dia e horário, onde desejar, aproveitando todo seu tempo ocioso, em casa, no trabalho ou em viagens;
  • Livro didático - Aproveite seu tempo no transporte para ler o livro com 452 páginas (nova edição), o melhor livro de Certificação Linux do Brasil e reconhecido pelo presidente do Linux International, Jon Maddog Hall, como um dos melhores meios de estudo em Linux;
  • Aprendizado Eficiente - Nossas aulas são multimídia, aprimorando seu aprendizado em 90%. É como ter o professor na sua frente explicando a matéria e você ainda pode pausar e repetir quantas vezes desejar;
  • Questões de Prova - Simulado exclusivo para alunos, com questões reais de provas. Você ficará bem preparado para os exames;
  • Treinamento Hands-On - Você treinará todos os comandos requeridos para as provas para fixar bem o conteúdo em máquinas virtuais em Cloud Computing;
  • Sem dúvidas - Você não terá dúvidas sem resposta com nosso suporte via Skype;
  • Certificado de peso - Ao término do curso você receberá um certificado de conclusão do curso com 120hs assinado pelo prof. Uirá Ribeiro, renomado professor de Linux no Brasil, Portugal e Moçambique. Esse certificado é válido como curso de aperfeiçoamento e atividades complementares nas faculdades;
O material didático inclui o livro Certificação Linux, textos básicos, aulas multimídia e exercícios guiados. Além disso, os alunos deverão fazer as leituras indicadas e realizar as tarefas propostas. As aulas são online, com acesso liberado por 2 anos.

Carga horária, duração do curso e Certificado

Você pode se matricular a qualquer momento, pois o curso é na sua velocidade, no seu tempo.
O curso tem carga-horária de 120hs. Geralmente os alunos estudam na média em 2 meses, com 8hs semanais de estudo. Mas é você quem manda na velocidade do curso. Você pode fazer o curso em poucas semanas ou em até dois anos.

Requisitos

  • Linux Kernel 2.6 ou superior (recomenda-se o OpenSuse);
  • Mozila Firefox ou Chrome;
  • Flashplayer habilitado;
  • Javascript habilitado;
  • Caixas de som ou headfone;
  • Se for utilizar o Windows, precisa de máquina virtual VirtualBox para o Linux
  • Se for utilizar o MacOS, precisa de Parallels para o Linux
  • Pode ser visualizado em modo OFF-LINE no Ipad
Você não precisa saber Linux a fundo, pode ser até iniciante. A didática do curso permite um aprofundamento gradativo dos conteúdos, de forma que você aprende ao mesmo tempo que se prepara para as provas.

Ambiente de aprendizagem


quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

LINUX BÁSICO - Curso Gratuito

Um boa ideia pra quem quer aprender o básico sobre Linux.. 
Cursos assim muitas vezes não são muito valorizados até porque não tem preço, é livre, grátis, mas para quem ainda não entende nada sobre Linux pode ajudar muito a conhecer um pouco sobre o sistema.
curso oferecido pela Prime Cursos


Curso de Linux Básico
Linux é o nome utilizado para se referir aos sistemas operacionais livres que utilizam o "núcleo Linux". Tal núcleo foi desenvolvido pelo programador Linus Torvalds, inspirado no sistema Minix, um pequeno sistema UNIX. O Linux é um software livre, ou seja, o seu código fonte está disponível sob a licença GPL ("Licença Pública Geral") para que qualquer pessoa possa modificá-lo, estudá-lo, utilizá-lo ou distribuí-lo, livremente, desde que de acordo com os termos da licença.
Com este curso grátis de Linux Básico, o aluno aprenderá:
  • O que é software livre e suas vantagens;
  • As distribuições mais populares do Linux;
  • Principais comandos e funções;
  • e mais.
Curso indicado para usuários intermediários de computadores e internet, para os que desejam uma alternativa aos sistemas operacionais pagos (como o Windows), para estudantes e acadêmicos da área de informática.
Com o seguinte conteúdo programático:
Introdução ao Software Livre 
Distribuições Linux
Dispositivos e Sistemas Operacionais
Introdução ao Linux
Utilizando o APT
Bibliografia/Links Recomendados
FICHA DE INFORMAÇÕES
Embasamento Legal: nossos cursos têm base legal constituída pelo Decreto Presidencial nº 5.154 e nossa metodologia segue as normas do MEC através da Resolução CNE nº 04/99.
Pré-requisitos: não há pré-requisitos para esse curso, sugere-se ter Ensino Médio completo (não obrigatório).
 Carga Horária do Certificado: 20 horas
Objetivos: curso livre para Qualificação Profissional, onde o aluno aprenderá os conceitos básicos do Linux; as diferentes distribuições Linux; principais comandos e funções; utilizar o APT.
Vantagens do Certificado:
* Atualizar seu Currículo, aumentando suas chances para conquistar um bom emprego;
* Aumentar suas chances de promoção no emprego (atual);
* Completar horas em atividades Extracurriculares (geralmente exigidas em Faculdades);
* Progressão Funcional para Servidores Públicos;
* Pré-Requisito para concursos e cursos.
Cadastre-se e Boa sorte :D

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Cuidado com "Cursos Linux" que aparecem por aí

Já viu isto na internet? corra disso


Meu intuito neste blog como disse no primeiro post é ajudar quem está pensando em aprender sobre linux através de cursos, livros etc e com isso eu posto materiais e dicas de cursos sérios para quem tem dúvida de como começar.


Já indiquei alguns sites aqui de escolas que preparam para a certificação LPI e CompTIA e sempre pesquiso para poder postar aqui as melhores opções para não dar dicas "furadas" como as que achei pela internet, sim existem pessoas que usam disto para ganhar dinheiro e que não tem intenção nenhuma de realmente ajudar.

Para ser mais claro existe por aí esquemas de "cursos" que levam a acreditar que realmente você vai fazer o curso, se tornar um profissional e ganhar dinheiro com isto, MENTIRA.... todo e qualquer curso que promete isto(pelo menos os que investiguei") são meras ilusões criadas por charlatões de plantão na rede...

Bom tenho que ao menos tentar explicar o porque das minhas palavras, vamos ao assunto em si, existe um grupo de pessoas(não sei se muitos) que se utilizam de um certo esquema para se promoverem e eles sim ganharem dinheiro com Linux e outros tipos de "cursos", funciona da seguinte forma; eles te "convidam para o curso" soltam pequenos vídeos te iludindo e contando historinhas e te fazendo acreditar que aquilo será bom e que te tornará um profissional na área, de inicio são 3 vídeos  "grátis" 3 cursos grátis, porém são pequenas explicações para realmente levar o cidadão de bem a querer mesmo entrar na onda deles e acabar aceitando pagar pelo "curso completo" e segundo eles chegar ao nível 4 do aprendizado Linux que é o caso que estou citando pois existe outros esquemas semelhantes para cursos "falsos" sobre, programação, e outros tipos na área de tecnologia, mas não estou aqui dizendo que com esse tipo de gente você não aprenderá nada, porém não é bem o que eles dizem e nem no valor justo sendo este o ponto em que quero chegar... ou seja os caras te levam às alturas te fazendo crer que depois daquilo já ira ser um profissional, o que não é verdade então não gaste seu dinheiro com estas propostas falsa por aí, ou seja só acredite mesmo caso o site e/ou escola que você procurar estiver oferecendo um curso e o encaminhamento para as provas oficiais LPI e CompTIA como várias que já encontrei e algumas já postei aqui como dica....  vou citar alguns sites e empresas confiáveis.

Cursos/sites confiáveis: http://www.4biosacademy.com.br/
http://www.certificacaolinux.com.br/ Curso + prova oficial ou apenas o curso (melhor preço que achei)
Senac 
Senai

Existem várias empresas sérias, porem eu citei apenas as que eu mesmo pude comprovar que são boas opções

O "esquema" que citei encontrei quando visitei este site http://www.profissionaislinux.com.br não caia na boa conversa desses caras, quase 2.000 Reais por um mero curso e se quiser ter o certificado oficial terá que desembolsar um pouco mais pois eles oferecem só o curso... o que é absurdo e o preço é abusivo é um roubo.


Níveis e níveis de mentira e ainda o "terror" psicológico bem aplicado por sinal "faça logo a inscrição pois vai acabar o tempo" 

Como eu já disse, procurem os cursos que já te direcionam ou oferecem as certificações oficiais junto!!! não jogue dinheiro fora, não alimente os cães. Há e pelo jeito resolveram baixar o preço mas isso não muda nada, pra mim esse e outros por aí semelhantes são apenas sangue sugas que se aproveitam dos menos informados.



terça-feira, 27 de janeiro de 2015

4Bios Academy - ótima opção para certificação Linux


Esta é uma das melhores opções que encontrei e recomendo, detalhe: para quem nunca fez nenhum curso Linux logicamente deve começar pelo nível "Júnior" que corresponde ao LPI-101 como vemos abaixo


Linux

Nível Júnior LPI-101





O currículo auxilia os estudantes a desenvolver habilidades e conhecimentos em ambientes Linux que se estendem além dos requisitos mínimos para a certificação LPIC-1 como também enfatiza pensamento crítico, solução de problemas, colaboração e aplicação prática das habilidades em um ambiente real com intuito de preparar para a certificação LPIC-1.
 
O treinamento tem como objetivo explicar os conceitos básicos sobre o Sistema Operacional Linux, seus componentes e funcionamento, e será desenvolvido para ser neutro em relação as suas distribuições.
 
Durante o treinamento o aluno verá como: operar o sistema operacional Linux com linhas de comando; executar tarefas de manutenção; gerenciar usuários; gerenciar arquivos e processos; executar shutdown e reboot. De um modo geral, os temas abordados vão desde a instalação e configuração do sistema até a compilação do kernel.
 
Os alunos desenvolverão habilidades de análise, planejamento, configuração e troubleshooting de ambientes Linux em uma abordagem prática usando equipamentos reais.

O cursos contêm atividades incluídas totalmente interativas, que estimulam o aprendizado e facilitam a fixação dos conhecimentos, além de laboratórios práticos e avaliações, como também, materiais de apoio no ambiente on-line.
 
Após nosso treinamento, o aluno estará apto para realizar o exame LPI-101 para obtenção da certificação, deixando-o preparado para projetar, instalar e gerenciar servidores Linux.
 

Carga Horária


Presencial: 32horas
Curso Semanal: 4 Dias das 09 às 18hs.
Curso Noturno: 8 Noites das 19 às 23hs.
Curso aos sábados: 4 Sábados das 09hs às 18hs.
 

Conteúdo Programático


101. Arquitetura de Sistemas
101.1. Determinar e configurar hardware
101.2. Boot do sistema
101.3. Mudar run levels e encerrar ou reiniciar o sistema
 
102. Instalação do Linux e Gerenciamento de Pacotes
102.1. Definir particionamento
102.2. Instalar um gerenciador de boot
102.3. Gerenciar bibliotecas compartilhadas
102.4. Uso do gerenciador de pacotes do Debian
102.5. Uso do gerenciador de pacotes RPM e Yum

 
103. Comandos Unix
103.1. Trabalhando na linha de comando
103.2. Processamento de texto usando filtros
103.3. Executando gerenciamento básico do sistema de arquivos
103.4. Uso de streams, pipes e redirecionamentos
103.5. Criar, monitorar e encerrar processos
103.6. Modificando as propriedades de execução do processo
103.7. Procurando arquivos usando expressões regulares
103.8. Edição básica de arquivos com VI

 
104. Dispositivos, Sistema de Arquivos Linux, Hierarquia padrão do sistema de arquivos104.1. Criar partições e sistemas de arquivos
104.2. Mantendo integridade do sistema de arquivos
104.3. Montagem e desmontagem do controle de sistemas de arquivos
104.4. Gerenciamento de Quotas
104.5. Gerenciameto permissões de arquivos e propriedade
104.6. Criando e mudando links
104.7. Localizando arquivos e colocando-os em lugares corre
tos

Linux LPI-01 Video aulas abordando um dos requisitos para o certificado

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

O que é Linux?



Linux é ao mesmo tempo um kernel (ou núcleo) e o sistema operacional que roda sobre ele, dependendo do contexto em que você encontrar a referência. O kernel Linux foi criado em 1991 porLinus Torvalds, então um estudante finlandês, e hoje é mantido por uma comunidade mundial de desenvolvedores (que inclui programadores individuais e empresas como a IBM, a HP e a Hitachi), coordenada pelo mesmo Linus, agora um desenvolvedor reconhecido mundialmente e mais representativo integrante da Linux Foundation.

Linus Torvalds
O Linux adota a GPL, uma licença de software livre - o que significa, entre outras coisas, que todos os interessados podem usá-lo e redistribuí-lo, nos termos da licença. Aliado a diversos outros softwares livres, como o KDE, o GNOME, o Apache, o Firefox, os softwares do sistema GNU e o OpenOffice.org, o Linux pode formar um ambiente moderno, seguro e estável para desktops, servidores e sistemas embarcados.
Acima você vê 4 telas do sistema operacional Linux em ambiente PC desktop. Mas o sistema funciona em dezenas de outras plataformas, desde mainframes até relógios de pulso, passando por várias arquiteturas: Intel, StrongARM, PowerPC, Alpha etc., com grande penetração também em dispositivos embarcados, como handhelds, PVR, videogames e centrais de entretenimento - nos quais há expoentes como o sistema Android, mantido pelo Google.

O que é Linux

por Augusto Campos
Este artigo responde a diversas dúvidas comuns de novos usuários, desenvolvedores interessados, ou alunos às voltas com trabalhos acadêmicos. Entre as questões, estão incluídas:
  • O que é Linux
  • Linux ou GNU/Linux
  • O kernel Linux
  • O sistema operacional Linux (ou GNU/Linux)
  • Como fazer download ou adquirir o Linux
e muitas outras. Ao final há um guia de referências adicionais sobre o assunto. Leia também O que é uma distribuição de Linux e a FAQ BR-Linux - Lista de Perguntas Freqüentes.

Linux ou GNU/Linux?

Free Software Foundation advoga que o sistema operacional formado pelo núcleo Linux e o conjunto de utilitários e aplicativos que incluem aqueles desenvolvidos pelo seu projeto GNU deve ser chamado de GNU/Linux, e não simplesmente de Linux. A questão tem sido objeto de intensosdebates há anos, sem que um posicionamento geral e definitivo seja alcançado.
Naturalmente a posição da FSF não é a única existente. São conhecidas as declarações de Linus Torvalds (que acharia interessante a existência de uma distribuição chamada GNU Linux e mantida pelo projeto GNU), de Eric Raymond e de John Dvorak, entre outros. Há ainda uma interessante citação da própria FSF afirmando que um nome como GNU/X11/Apache/Linux/TeX/Perl/Python/FreeCiv seria absurdo, portanto é necessário estabelecer um limite. Mas, diz ela, "Não pode ser justo dar todo o crédito para uma contribuição secundária (Linux) enquanto se omite a contribuição principal (GNU)." Outra citação digna de nota vem de um editorial do veterano Linux Journal: "Talvez Richard Stallman esteja frustrado porque Linus recebeu as glórias por ter feito aquilo que Stallman pretendia fazer."

O kernel Linux

(inclui trechos da Wikipédia)
Inicialmente, o kernel Linux foi desenvolvido como um hobby por Linus Torvalds (então um estudante) com o objetivo de desenvolver seu próprio sistema operacional "Unix-like" que rodasse em processadores Intel 80386. Linus chegou a estudar o Minix, um sistema similar de autoria do famoso acadêmico Andrew Tanenbaum, mas não ficou satisfeito com a arquitetura deste (que não era um software livre, inclusive) e resolveu criar o seu próprio sistema. O projeto Linux foi publicamente lançado em 1991 em uma famosa mensagem para a Usenet.

Tux, o logo e mascote do Linux

Hoje o Linux é um kernel híbrido monolítico. Drivers de dispositivo e extensões do kernel tipicamente rodam com acesso total ao hardware, embora alguns rodem em espaço de usuário. Ao contrário dos kernels monolíticos padrão, os drivers de dispositivo são facilmente configurados como módulos, e carregados e descarregados enquanto o sistema está rodando. Também ao contrário de kernels monolíticos padrão, drivers de dispositivo podem ser pré-inseridos sob certas condições. Essa última característica foi adicionada para corrigir o acesso a interrupções de hardware, e para melhorar o suporte a multiprocessamento simétrico.
Embora Linus Torvalds não tenha tido como objetivo inicial tornar o Linux um sistema portável, ele evoluiu nessa direção. Linux é hoje, na verdade, um dos kernels de sistema operacional mais portados, rodando em sistemas desde o iPaq (um computador portátil) até o IBM S/390 (um volumoso e altamente custoso mainframe), passando por várias arquiteturas: Intel, StrongARM, PowerPC, Alpha etc., com grande penetração também em dispositivos embarcados, como handhelds, PVR, vídeogames e centrais de entretenimento.
De qualquer modo, é importante notar que os esforços de Linus foram também dirigidos a um outro tipo de portabilidade. Portabilidade, de acordo com Linus, era a habilidade de facilmente compilar aplicativos de uma variedade de origens no seu sistema; portanto o Linux originalmente se tornou popular em parte devido ao esforço para que fosse fácil fazer com que códigos de aplicativos disponíveis para outros sistemas (inclusive no Unix e no sistema GNU) rodassem no Linux.
Hoje, Linus Torvalds continua a dirigir o desenvolvimento do kernel, enquanto outros subsistemas (como ferramentas de desenvolvimento, ambientes gráficos e aplicativos) são desenvolvidos independentemente. A tarefa de integrar todos estes componentes para formar um sistema completo é desempenhada pelas empresas e organizações que mantêm distribuições de Linux.

O sistema operacional Linux (ou GNU/Linux)

(inclui trechos da Wikipédia)
Logo que Linus Torvalds passou a disponibilizar o Linux, ele apenas disponibilizava o kernel (núcleo) de sua autoria juntamente com alguns utilitários básicos. O próprio usuário devia encontrar os outros programas, compilá-los e configurá-los e, talvez por isso, o Linux tenha começado a ter a fama de sistema operacional apenas para técnicos. Foi neste ambiente que surgiu a MCC (Manchester Computer Centre), a primeira distribuição Linux, feita pela Universidade de Manchester, na tentativa de poupar algum esforço na instalação do Linux.
Hoje em dia, um sistema operacional Linux completo (ou uma "distribuição de Linux") é uma coleção de softwares (livres ou não) criados por indivíduos, grupos e organizações ao redor do mundo, tendo o Linux como seu núcleo. Companhias como a Red Hat, a Novell/SUSE, a Mandriva (união da Mandrake com a Conectiva), bem como projetos de comunidades como o Debian, o Ubuntu, o Gentoo e o Slackware, compilam o software e fornecem um sistema completo, pronto para instalação e uso.
As distribuições de GNU/Linux começaram a ter maior popularidade a partir da segunda metade da década de 1990, como uma alternativa livre para os sistemas operacionais Microsoft Windows e Mac OS, principalmente por parte de pessoas acostumadas com o Unix na escola e no trabalho. O sistema tornou-se popular no mercado de servidores, principalmente para a Web e servidores de bancos de dados, inclusive no ambiente corporativo - onde também começou a ser adotado em desktops especializados.
No decorrer do tempo várias distribuições surgiram e desapareceram, cada qual com sua característica. Algumas distribuições são maiores outras menores, dependendo do número de aplicativos e sua finalidade. Algumas distribuições de tamanhos menores cabem em um disquete com 1,44 MB, outras precisam de vários CDs, existem até algumas que tem versões em DVD. Cada uma tem seu público e sua finalidade.
Veja também a questão O que é uma distribuição de Linux.

Download ou aquisição do Linux

Embora provavelmente a forma mais fácil de obter o Linux seja através dos CDs distribuídos como brinde em diversas revistas nacionais (escolha sempre uma versão recente!), o jeito mais fácil de obter sua cópia sem desembolsar nada a mais é através do download de imagens ISO, que são arquivos (geralmente por volta de 650MB cada um) trazendo o conteúdo completo de um CD-ROM, prontos para serem gravados em um CD, permitindo assim que você obtenha cópias idênticas de um CD original. Verifique na ajuda do seu programa favorito de gravação de CDs como fazer para gravar a partir de uma imagem ISO - quase todos os programas populares dispõem deste recurso, e a operação em geral é simples.
Algumas distribuições (como o Knoppix e o brasileiro Kurumin) são especialmente disponibilizadas na forma de Live CDs, capazes de rodar diretamente do CD e dispensando instalação no disco de seu computador - é uma boa forma de ter seu primeiro contato.
Como o Linux é um software livre, a maior parte dos produtores disponibiliza imagens ISO contendo exatamente o mesmo conteúdo dos CDs vendidos em lojas ou na Internet, e você pode fazer o que quiser com elas - até mesmo gravar em CDs para revendê-las (e se você quiser comprar CDs deste tipo, lojas virtuais brasileiras como a Tempo Real e a LinuxMall estão à disposição). Quando se trata de Linux, este tipo de cópia e revenda não é irregular nem anti-ético, pois é da essência do software livre.
Você pode procurar suas imagens ISO no site de sua distribuição preferida - às vezes será necessário fazer o download de mais do que uma imagem, e em outros casos o download da primeira imagem é obrigatório, e o das outras é opcional. Raras são as distribuições que não disponibilizam imagens ISO de instalação.
Se preferir, procure no site linuxiso.org, cuja especialidade é apontar links para imagens ISO dos CDs das distribuições de Linux do mundo todo.
Como se trata de um download grande (uma distribuição em 3 CDs corresponde a quase 2GB de dados), certifique-se de ter espaço suficiente no seu HD, e utilize um bom gerenciador de download.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

240 Distribuições Linux de A a Z Links



Conheça a turma :)

Absolute LinuxOfficial website
AbulEduOfficial website
AgiliaLinuxOfficial website
aLinuxOfficial website
Alpine LinuxOfficial website
ALT LinuxOfficial website
AntergosOfficial website
antiXOfficial website
aptosidOfficial website
Arch LinuxOfficial website
ArchBang LinuxOfficial website
ArchieOfficial website
AriOSOfficial website
ArtistXOfficial website
AsteriskNOWOfficial website
AsturixOfficial website
AUSTRUMIOfficial website
AV LinuxOfficial website
BackBox LinuxOfficial website
Berry LinuxOfficial website
BigLinuxOfficial website
Bio-LinuxOfficial website
blackPantherOfficial website
BlankOn LinuxOfficial website
Bluewall GNULinuxOfficial website
Bluewhite64 LinuxOfficial website
Bodhi LinuxOfficial website
BOSS LinuxOfficial website
Bridge LinuxOfficial website
CAELinuxOfficial website
CAINEOfficial website
Calculate LinuxOfficial website
CanaimaOfficial website
CàtixOfficial website
CDlinuxOfficial website
CentOSOfficial website
Chakra GNU/LinuxOfficial website
ClearOSOfficial website
ClonezillaOfficial website
ComFusionOfficial website
CrunchBang LinuxOfficial website
CRUXOfficial website
Damn Small LinuxOfficial website
DebianOfficial website
DEFT LinuxOfficial website
Descent|OSOfficial website
Devil-LinuxOfficial website
DigAnTelOfficial website
DoudouLinuxOfficial website
DragonFly BSDOfficial website
Dragora GNU/LinuxOfficial website
DreamStudio UnityOfficial website
Easy PeaseOfficial website
EdubuntuOfficial website
EkaatyOfficial website
ElastixOfficial website
EliveOfficial website
EmmabuntüsOfficial website
Endian FirewallOfficial website
Epidemic GNU/LinuxOfficial website
ExTiXOfficial website
FedoraOfficial website
FinnixOfficial website
Foresight LinuxOfficial website
FreeBSDOfficial website
FreeNASOfficial website
FrenzyOfficial website
Frugalware LinuxOfficial website
Fusion LinuxOfficial website
GALPon MiniNoOfficial website
GeeXboXOfficial website
GentooOfficial website
GhostBSDOfficial website
gNewSenseOfficial website
GPartedOfficial website
Greenie LinuxOfficial website
GrmlOfficial website
GuadalinexOfficial website
Hacao LinuxOfficial website
Hanthana LinuxOfficial website
Hybryde LinuxOfficial website
IPCop FirewallOfficial website
IPFireOfficial website
ISlackOfficial website
JibbedOfficial website
JolicloudOfficial website
kademarOfficial website
Kahel OSOfficial website
Kali LinuxOfficial website
KANOTIXOfficial website
KaroshiOfficial website
Kiwi linuxOfficial website
KnoppixOfficial website
Kubuntu LinuxOfficial website
KwheezyOfficial website
Kwort LinuxOfficial website
Leeenux LinuxOfficial website
Legacy OSOfficial website
Liberté LinuxOfficial website
Lightweight Portable SecurityOfficial website
LinExOfficial website
LinHESOfficial website
Linpus LinuxOfficial website
Linux DeepinOfficial website
Linux From ScratchOfficial website
Linux LiteOfficial website
Linux MintOfficial website
LinuxConsoleOfficial website
LliureXOfficial website
LubuntuOfficial website
Lunar-LinuxOfficial website
LuninuX OSOfficial website
LXLEOfficial website
m0n0wallOfficial website
MacpupOfficial website
MageiaOfficial website
MakuluLinuxOfficial website
MandrivaOfficial website
Manjaro LinuxOfficial website
MidnightBSDOfficial website
MINIXOfficial website
Momonga LinuxOfficial website
MusixOfficial website
MythbuntuOfficial website
NetBSDOfficial website
NetrunnerOfficial website
NetSecL OSOfficial website
Network Security ToolkitOfficial website
NexentaStorOfficial website
NuTyXOfficial website
OjubaOfficial website
OLPC OSOfficial website
OpenBSDOfficial website
OpenELECOfficial website
OpenIndianaOfficial website
openmamba GNU/LinuxOfficial website
OpenMediaVaultOfficial website
openSUSEOfficial website
Openwall GNU*LinuxOfficial website
OphcrackOfficial website
Oracle LinuxOfficial website
Oracle SolarisOfficial website
OS4 OpenLinuxOfficial website
OverclockixOfficial website
Parabola GNU/LinuxOfficial website
PardusOfficial website
ParsixOfficial website
Parted MagicOfficial website
PC-BSDOfficial website
PCLinuxOSOfficial website
Pear OSOfficial website
PentooOfficial website
Peppermint OSOfficial website
pfSenseOfficial website
PHLAKOfficial website
Pinguy OSOfficial website
Plamo LinuxOfficial website
PLD Linux DistributionOfficial website
Plop LinuxOfficial website
Point LinuxOfficial website
PorteusOfficial website
ProxmoxOfficial website
Puppy LinuxOfficial website
PureOSOfficial website
Qomo LinuxOfficial website
Qubes OSOfficial website
QuirkyOfficial website
RaspbianOfficial website
Rebellin LinuxOfficial website
Red Flag LinuxOfficial website
Red Hat Enterprise LinuxOfficial website
Redo Backup & RecoveryOfficial website
Rocks ClusterOfficial website
ROSAOfficial website
Sabayon LinuxOfficial website
SalentOSOfficial website
Saline OSOfficial website
Salix OSOfficial website
SchilliXOfficial website
Scientific LinuxOfficial website
Semplice LinuxOfficial website
siductionOfficial website
Simplicity LinuxOfficial website
SkolelinuxOfficial website
SlackelOfficial website
SlackwareOfficial website
SLAXOfficial website
SliTaz GNU/LinuxOfficial website
SME ServerOfficial website
SmoothwallOfficial website
SnowlinuxOfficial website
SolydXKOfficial website
SophosOfficial website
Source Mage GNULinuxOfficial website
SparkyLinuxOfficial website
Springdale LinuxOfficial website
StellaOfficial website
Super OSOfficial website
Superb Mini ServerOfficial website
SuperXOfficial website
SUSEOfficial website
Swift LinuxOfficial website
SystemRescueCDOfficial website
T2 LinuxOfficial website
TailsOfficial website
ThinstationOfficial website
Tiny Core LinuxOfficial website
TooroxOfficial website
Toutou LinuxOfficial website
Trisquel GNU/LinuxOfficial website
TuquitoOfficial website
TurbolinuxOfficial website
TurnKey LinuxOfficial website
UberStudentOfficial website
UbuntuOfficial website
Ubuntu Christian EditionOfficial website
Ubuntu GNOMEOfficial website
Ubuntu Privacy RemixOfficial website
Ubuntu StudioOfficial website
UbuntuKylinOfficial website
Ultimate EditionOfficial website
Unity LinuxOfficial website
Univention Corporate ServerOfficial website
Untangle GatewayOfficial website
UtutoOfficial website
VectorLinuxOfficial website
VENENUX GNU/LinuxOfficial website
Vine LinuxOfficial website
VinuxOfficial website
VortexBoxOfficial website
Voyager LiveOfficial website
VyattaOfficial website
wattOSOfficial website
WebconvergerOfficial website
WifislaxOfficial website
Window Maker LiveOfficial website
XubuntuOfficial website
YellowDogOfficial website
ZevenOSOfficial website
Zorin OSOfficial website

Nuveem

728x90