Leituras Online

Translate

Mostrando postagens com marcador Linux. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Linux. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Qual é a distribuição mais fácil?


Não, não é sobre Ubuntu e Linux Mint que irei falar por incrível que pareça pois Ubuntu/Mint não são os sistemas Linux mais fáceis como dizem por aí.
Esta pergunta vem sendo respondida de maneira errada por falta de conhecimento de quem as responde ou até por terem já uma distribuição de preferência e acha esta a melhor do mundo...enfim e se for olhar mesmo e sem fanatismo a nomes e tipos, a mais fácil na minha opinião e com certeza na de quem realmente não se deixa levar pelo que alguns dizem por aí e conhece de fato a maioria ou as principais distros Linux, a mais fácil é com certeza openSUSE "apesar de eu preferir Arch Linux".

E pra argumentar não é necessário gastar tempo escrevendo uma "redação aqui", o argumento pode se traduzir em apenas uma palavra > Yast(centro de controle e configuração) por exemplo é uma das facilidades desta distribuição onde é possivel ter acesso via interface gráfica à maioria dos principais arquivos de configuração do sistema tipo Samba, Serviços(systemd) e neste caso aqui o que no terminal se ativa ou desativa assim> systemctl enable  nomedoserviço ou systemctl start/stop nomedoserviço, no Yast é no clique do mouse e isto se repete em várias outras funcionalidades que na maioria das distros é só editando arquivos ou mandando comandos via terminal mesmo e isto sim é facilidade para o usuário "novato" como dizem as más linguas rsrs...vamos às imagens :D
Yast
Configuranção Samba via GUI
O Gerenciamento de pacotes via terminal
também é muito fácil e simplificado
Driver Nvidia? clique e instale com o 1-click
(método também disponível para vários outros pacotes)

Pois é, pra mim na verdade não há distro para novato ou avançado, e como acho que já até escrevi aqui, qualquer um pode usar qualquer tipo de distro ou sistema operacional.... não há segredos e toda e qualquer dúvida é esclarecida em minutos fácilmente, mas se for pra olhar por este lado, openSUSE ganha de qualquer uma no quesito facilidade.


E falando na linguagem mais popular digamos assim, vamos escutar menos os fanboys de Ubuntu que tentam doutrinar as pessoas a usar o mesmo por "ser a mais fácil" e realmente buscar informações mais coerentes ( ͡°╭͜ʖ╮͡° ) vlw flw 

                             Site Oficial openSUSE










domingo, 28 de junho de 2015

Kodi - Linux + Canais e Filmes em Português

Notei que algumas pessoas/ usuários linux tem dificuldade quanto a usar Kodi e assistir filmes e aos canais Brasileiros, fiz alguma imagens de um passo a passo e o link do plugin para a versão atual do Kodi para ter filmes dublados e TVs BR. 
PS: Estou no Arch e não sei se em outras distros vai funcionar pois poderão ter nos repositórios uma versão mais antiga do Kodi e no Arch é sempre a última versão da maioria destas aplicações/programas.. isto se o plugin for para versões especificas, coisa que já não sei bem como funciona...


No Linux é aqui que devem ser colocadas as "pastas" de addons sempre em /home/usuário/.kodi/addons


Basta apenas extrair o zip recortar a pasta e colar la no diretório ~/.kodi/addons



Após o passos acime ir em Video depois addons e o 
primeiro e segundo Crackle2 são Em Português/e ou dublados






Arquivo com o addon - Filmes Dublados Download Crackle2 addon BR

                        AddonCanais Brasileiros BrasilTvs &&
                    Addon ArmagedonFilmes(Dublados e Legendados) Download

terça-feira, 16 de junho de 2015

Desfragmentando seu HD no Linux

Artigo traduzido  e adaptado para Português, achei este artigo no site https://www.howtoforge.com redirecionado á partir do Linux Today, sendo assim nada aqui foi "criado" por mim e a dica não é minha, mas como achei interessante resolvi copiar e postar aqui.. 
Há um equívoco comum entre os usuários de GNU / Linux algum "Jênio" falar que nossos sistemas nunca precisam ser desfragmentados. Isso decorre do sucesso dos sistemas de arquivos journal usados ​​pela a maioria das distribuições, incluindo EXT2,3 e 4, JFS, XFS, ZFS, ReiserFS e Btrfs. Todos estes se vangloriar maneiras inteligentes e técnicas no que diz respeito à alocação de arquivos nos discos, minimizando o problema de fragmentação a um ponto que não há praticamente nenhuma razão para desfragmentar mesmo depois de muitos anos de instalar e desinstalar aplicações e bibliotecas no mesmo sistema. Fragmentação embora ainda pode ser um problema, porém, especialmente para os usuários que usam o espaço discos limitadas que não podem oferecer muitas opções de alocação de arquivos.
Aqui está uma descrição maior parte como funciona o procedimento (Linux) de alocação de arquivos: os arquivos são armazenados em vários locais do disco, deixando espaço enorme não escrita entre eles, permitindo-lhes crescer sem obstáculos ao longo do tempo, se necessário. Isto é ao contrário de sistemas de ficheiros como o NTFS do Windows ", que coloca os arquivos ao lado do outro de forma consecutiva. Se o disco fica mais lotado e um arquivo precisa de mais espaço para crescer por ficar em uma peça, sistemas de arquivos Linux tentativa de reescrevê-lo completamente em outro setor que tem espaço suficiente para armazená-lo como um todo. Desta forma, tudo é mantido limpo, arrumado e em uma peça cada. Confinado espaço no entanto, faz com que este arquivo "manobras" para obter mais desafiador com o tempo. Veja como lidar com este problema e como realmente desfragmentar o seu sistema Linux.


Agora, a primeira coisa que você precisa fazer é obter uma ferramenta de desfragmentação instalado. Há muitos defragmenters disponíveis para sistemas de arquivos Linux, mas eu vou usar "e4defrag" como é aquele que vai muito provavelmente já estar instalado em seu sistema. Usando esta ferramenta, você pode determinar se você tem os arquivos fragmentados e quão sério é essa fragmentação. Para fazer isso, abra um terminal e digite: sudo e4defrag -c / local ou / dev / dispositivo. Abaixo, eu digitalizada minha pasta / home para arquivos fragmentados e, na verdade, cinco deles. Minha pontuação de fragmentação, porém, é bastante baixo de modo a desfragmentação não vai fazer muito diferente no desempenho do meu sistema nesse caso.Se isso gera uma pontuação superior a "30", em seguida, desfragmentar seria uma boa idéia.
Em primeiro lugar, vou demonstrar como desfragmentar usando e4defrag, por desfragmentação meus arquivos fragmentados, um por um. O programa e4defrag é parte do pacote e2fsprogs que já deve estar instalado no seu computador. No caso de o programa está faltando, instalá-lo com este comando no Ubuntu:
sudo apt-get install e2fsprogs
Para fazer isso, eu uso o seguinte comando:
sudo e4defrag


No Arch Linux a instalação é>sudo pacman -S  e2fsprogs ou  yaourt -S e2fsprogs
openSUSE sudo zypper in e2fsprogs 
Fedora/RHEL talvez> sudo yum install e2fsprogs  ou e2fsprogs-devel
Slackware slackpkg install e2fsprogs ou slackpkg search e2fsprogs e se encontrado nos repos, o comando anterior resolve


Para os que usam xfs, sudo  xfs_fsr / ou sudo xfs_fsr /dev/seudisco

seguido do local eo nome do arquivo, como mostrado na imagem abaixo:
Isso é bom quando você tem que desfragmentar apenas um par de arquivos, como eu fiz, mas se você quiser desfragmentar seu sistema inteiro, então você deve primeiro desmontar todas as partições e execute o seguinte comando:
sudo e4defrag / dev / *
Se você deseja executar defrag sem desmontar, então:
sudo e4defrag /
seria uma escolha segura.
Uma vez que muitos usuários hoje em dia usam SSDs e HDDs não, é importante notar que o processo de desfragmentação é apenas benéfico para a tarde. Se você possui um SSD, não há simplesmente nenhum ponto em se preocupar com arquivos fragmentados como os discos podem acessar o seu armazenamento de forma aleatória, wheres HDDs acessar seqüencialmente.Defragging seu SSD só vai aumentar a leitura / gravação de contagem e, assim, reduzir a vida útil do seu disco. Proprietários SSD deve transmitir o seu interesse com a função TRIM em vez disso, o que não é coberto neste tutorial.

sábado, 18 de abril de 2015

Windows vs Linux (Minha) opinião sobre o tema



Intro
No decorrer do tempo em que estudei, pesquisei e procurei conhecimento na área da informação me deparei muitas vezes com temas e discussões sobre a qualidade e usabilidade destes dois sistemas e penso que isto é algo desnecessário a se por em discussões pois na real, é inútil  tentar convencer um usuário Windows que ele usa um sistema falho e totalmente inseguro, bem como um usuário Linux que ele usa um sistema dificil, ruim, imcompativel e o que mais dizem "sem jogos". Esta última já é mais que irrelevante pois o Steam está mudando isto e as demais críticas quanto ao Linux é de quem não conhece realmente...
Já no que se diz respeito a algumas opniões sobre Windows, também é irrelevante pois e possivel sim usá-lo com segurança e isto dependerá totalmente do usuário, porém sabemos bem que ninguém liga ou que poucos sabem usar de fato este sistema operacional e torná-lo mais seguro para si.

Enfim introdução dada, agora vai aí minha opinião geral sobre os dois.  Bom eu não vejo estes sistemas como muitos por aí vêem, ou seja usuário Linux acha Windows um lixo, usuários Windows acham Linux um lixo e a maioria das opniões se resume a isto.. ou seja, bobagens de quem não sabe o que fala.

Na minha opinião são dois grandes sistemas operativos e na verdade não são "comparáveis" um com o outro, aliás isto é mais que verdade pois só daria mesmo pra comparar Windows com algum outro baseado em MS-DOS ou criado à partir do código do próprio Windows, o que sabemos não ser possível claro.. e Linux só se compara mesmo entre as próprias distros que em cada uma tem suas particularidades

Como este é um assunto que ainda gera discussẽos então vamos comparar o que não se compara.. Pra mim não há melhores e ppiores nesta história e sim usuários e usuários, ou seja existem usuários que só se dão bem com Windows e outros com Linux e ainda outros que usam os dois  e sendo o maior difirencial entre este sistemas o próprio usuário, vamos comparar não o sistema mas o usuário.

Usuários Windows são usuários acomodados á "facilidade" que o sistema traz ou seja no Windows há pouca intereatividade usuário/sistema e  o sistema é quem realmente faz tudo para o usuário, bastando o mesmo confirmar, clicar, aceitar e isto não é ruim, porém em muitos casos a pessoa nunca prende de fato nada no computador é como se o sistema usasse o usuário e não ao contrario.

Usuários Linux normalmente geram, "fazem suas facilidades" , o sistema em sí de fato não é fácil e aí é que está o bom, isto vai fazer com que a pessoa/usuário  se interesse mais em estudar, aprender e deminar o sistema tornando ele assim fácil para sí, e Linux é o única sistema que de fato tem esta intereção com o usuário e o usuário é quem de fato domina e usa o sistema, pois não há nada "automático" evitando até instalações "não autorizadas" como no outro sistema, no Linux é (eu quero eu faço), simples assim....

Conclusão: Não há mal algum em usar Windows e apesar das colocações acima, não há mal algum gostar da facilidade, de a maioria das coisas funcionar de modo automático e pouco interativo, isto é muito bom também e Não há mal algum em usar Linux e ter que estudá-lo um pouco para realmente ter uma boa experiência com o mesmo, enfim... não coloquei em pauta questões de segurança etc mas é algo  a se observar também.... obnrigado a quem ler  e lembre-se, isto foi uma opinião simples e pessoal e por este motivo não coloquei fonte sobre o que falei nem links etc :D

terça-feira, 3 de março de 2015

Dax OS


Em pleno ano de 2015 falar de sistemas operacionais que rodem em computadores antigos é muito difícil, pois a tecnologia avançou  muito durante os anos e dificilmente hoje em dia se encontra computadores com 512, 256 e 128 MB de memória e quem ainda tem uma relíquia destas já deixou de lado pois a maioria dos programas hoje em dia exigem pelo menos 1GB e um dual core, caso contrário será bem difícil rodá-los.

Ou seja não há mais quem programa para hardware antigo, obviamente... até porque quando um programa é desenvolvido, além das linguagens de programação o software IDE irá usar as instruções do processador que está rodando o software, sendo assim quando o programa é executado em hardware/processadores antigos, estes não terão as instruções necessárias para que o programa corra normalmente ou até mesmo não o conseguirão abrir..

Porém.... no mundo Linux ainda há alternativas para que possam rodar em computadores antigos, com pouca memória e processadores mais modestos e hoje trago mais uma descoberta que obtive pesquisando sobre estes assuntos.

Estou falando do Dax OS, uma distribuição Linux que promete rodar desde em um PC com 128 de memória e isto para quem ainda tem aquele velho guerreiro é uma boa... bom vamos descrição que o próprio site oficial fez do seu SO..

O que é necessário para rodar o DAX?


Dax OS é uma distribuição leve, utiliza o Enlightenment como desktop e gerenciador de janelas, os recursos que consome são mínimos, 128 MB de RAM no mínimo, recomendado 256-512 MB e um espaço no disco rígido de 3GB, recomenda-se 5Gb


Serviços em nuvem

Os nossos serviços on-line são variados, entre eles estão o Dax OS Store, o centro de software on-line, que com um único clique poderá baixar os softwares facilmente. O motor de busca, poderosa ferramenta de pesquisa que liga sites de redes sociais e multimídia que você pode encontrar tudo o que necessita. Dax Platform Development OS, com o qual pretende-se  o desenvolvimento de aplicativos, jogos e outros, uma nuvem privada, onde serão estudadas e avaliadas antes de ser liberado é incentivada. Leia mais



Enfim.. eu me animei muito por descobrir esta distro que ainda não conhecia pois tenho aqui um PC antigo com Athlon XP e 512 de Ram que meus pais ainda usam :D
Você que também deseja ressuscitar aquele velho PC, poderá testar o Dax baixando-o no site oficial.

Quiero felicitar a las personas que han trabajado en este proyecto para que se convierta en luz y accesible para el hardware más simple, buena suerte y éxito a todos


Biblioteca Linux?

Oi, Criei este blog no intuito de ajudar aqueles que como eu pretendem aprender e se aprofundar mais sobre este incrível sistema operacional chamado Linux.
Quando eu comecei a me interessar em Linux tive muita dificuldade em encontrar conteúdo satisfatório à minha vontade de aprender sobre ele  e com isso quase desisti e deixei de lado, até que com ajuda de algumas pessoas que conheci nas redes sociais eu encontrei vários cursos, livros, artigos etc. não cito os fóruns que existem por aí pois a maioria é pra quem já utiliza o sistema e vai aos fóruns escrever algum artigo, pedir alguma ajuda com algo que está com dificuldade no momento etc.. ou seja pra mim não serviram pra aprender nada e ainda aumentavam minhas dúvidas.
Pois bem, com o material que fui encontrando pela internet decidi criar o Biblioteca Linux para compartilhar com outros as minhas descobertas no mundo Linux que logicamente ainda não aprendi nem 20% estou apenas começando e desde já compartilhando isso com quem se interessar. Logo estarei postando livros em pdf, dicas sobre cursos etc. desde já agradeço a quem ler isto :)

Observação: todo conteúdo aqui postado foram materiais que me repassaram e estarei repassando de igual modo aos que aqui chegarem....

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

LINUX BÁSICO - Curso Gratuito

Um boa ideia pra quem quer aprender o básico sobre Linux.. 
Cursos assim muitas vezes não são muito valorizados até porque não tem preço, é livre, grátis, mas para quem ainda não entende nada sobre Linux pode ajudar muito a conhecer um pouco sobre o sistema.
curso oferecido pela Prime Cursos


Curso de Linux Básico
Linux é o nome utilizado para se referir aos sistemas operacionais livres que utilizam o "núcleo Linux". Tal núcleo foi desenvolvido pelo programador Linus Torvalds, inspirado no sistema Minix, um pequeno sistema UNIX. O Linux é um software livre, ou seja, o seu código fonte está disponível sob a licença GPL ("Licença Pública Geral") para que qualquer pessoa possa modificá-lo, estudá-lo, utilizá-lo ou distribuí-lo, livremente, desde que de acordo com os termos da licença.
Com este curso grátis de Linux Básico, o aluno aprenderá:
  • O que é software livre e suas vantagens;
  • As distribuições mais populares do Linux;
  • Principais comandos e funções;
  • e mais.
Curso indicado para usuários intermediários de computadores e internet, para os que desejam uma alternativa aos sistemas operacionais pagos (como o Windows), para estudantes e acadêmicos da área de informática.
Com o seguinte conteúdo programático:
Introdução ao Software Livre 
Distribuições Linux
Dispositivos e Sistemas Operacionais
Introdução ao Linux
Utilizando o APT
Bibliografia/Links Recomendados
FICHA DE INFORMAÇÕES
Embasamento Legal: nossos cursos têm base legal constituída pelo Decreto Presidencial nº 5.154 e nossa metodologia segue as normas do MEC através da Resolução CNE nº 04/99.
Pré-requisitos: não há pré-requisitos para esse curso, sugere-se ter Ensino Médio completo (não obrigatório).
 Carga Horária do Certificado: 20 horas
Objetivos: curso livre para Qualificação Profissional, onde o aluno aprenderá os conceitos básicos do Linux; as diferentes distribuições Linux; principais comandos e funções; utilizar o APT.
Vantagens do Certificado:
* Atualizar seu Currículo, aumentando suas chances para conquistar um bom emprego;
* Aumentar suas chances de promoção no emprego (atual);
* Completar horas em atividades Extracurriculares (geralmente exigidas em Faculdades);
* Progressão Funcional para Servidores Públicos;
* Pré-Requisito para concursos e cursos.
Cadastre-se e Boa sorte :D

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Manjaro Linux

Ultima versão com KDE


Manjaro Linux nasce na Europa com uma equipe de desenvolvedores jovens que oferece uma distribuição GNU/Linux baseada nos pacotes estáveis do Arch Linux, tornando-o 100% compatível com essa distribuição. Embora o Manjaro Linux não seja um Arch Linux, segundo Philip Müller, o objetivo dele é oferecer uma alternativa simples aos usuários que gostam das características do Arch Linux como a sua velocidade, os seus pacotes sempre atualizados, a sua leveza e o seu princípio KISS/Rolling Release. Ademais essa distribuição apresenta um visual moderno e agradável, com um instalador simples e que usa o cada vez mais popular escritório XFCE como ambiente gráfico padrão. A equipe também oferece o Manjaro Linux a edição Net-Edition. Todavia o Manjaro Linux também conta com as edições comunitárias do OpenBox, KDE, MATE, LXDE, GNOME, Enlightenment, Cinnamon, FluxBox, Pekwm e Netbook. Atualmente, esta distribuição vem crescendo no rank do site DistroWatch, mostrando seu potencial entre os usuários que desejam uma distribuição que dê ênfase especial a eficiência, estabilidade, confiabilidade, inovação e acessibilidade.

http://www.manjaro-linux.com.br/

Slax - o Linux Completo em Apenas 200MB


Slax é um sistema operacional Linux moderno, portátil, pequeno e rápido, com uma abordagem modular e design excepcional. Apesar de seu pequeno tamanho, Slax oferece uma ampla coleção de software pré-instalado para uso diário, incluindo uma interface gráfica bem organizado e ferramentas de recuperação útil para administradores de sistema.
A abordagem modular dá-lhe a possibilidade de incluir qualquer outro software no Slax facilmente. Se você está perdendo seu editor de texto favorito, ferramenta ou um jogo em rede, basta baixar um módulo com o software e copiá-lo para Slax. Não há necessidade de instalar e não há necessidade de configurar, ele simplesmente funciona.



Slax Personalizado 

https://www.slax.org


quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Conheça o Curso Administração Linux da 4Linux




LINUX BEGINNERS IN CLOUD ONLINE
Este é o primeiro curso da Formação de Administrador de Redes Linux da 4Linux e apresenta ao aluno o universo GNU/Linux, a filosofia do Software Livre e o habilita a interagir de forma adequada com o sistema operacional Linux.
12 H
LINUX FUNDAMENTALS IN CLOUD
Segundo curso da Formação de Administrador de Redes Linux in Cloud da 4Linux desafia o aluno a administrar dois servidores que estão em produção sendo que um deles está em Cloud.dd
40 H
LINUX SECURITY SYSADMIN IN CLOUD
O aluno será desafiado à administrar 2 servidores em produção, onde um deles estará em Nuvem (Cloud). O aluno criará um servidor de auditoria, que gerenciará os logs de todos os servidores da Dexter como também será o responsável por manter a hora do serv
40 H
LINUX SECURITY SERVERS IN CLOUD
O aluno aprenderá a instalar, configurar e gerenciar diversos serviços essenciais a um ambiente corporativo como DHCP, FTP, Samba 4, DNS, Apache, Postfix, Squid, LDAP, VPN e Firewall. Aprenderá também a gerenciar partições com RAID e LVM.
40 H



Os cursos e sites que eu divulgar aqui, são apenas dicas e não tenho nenhuma ligação com nenhum deles..

Gerenciamento de Bibliotecas

    

Gerenciamento de Bibliotecas Compartilhadas no Linux 


Revolution OS e Um Documentário do Ano de 2001 that Trata da História de 20 anos da GNU, Linux, de código aberto, e fazer software Movimento Livre.
Dirigido POR JTS Moore, O Filme da Mostra Entrevistas Com Os proeminentes hackers e Empresários incluíndo Richard Stallman, Michael Tiemann, Linus Torvalds, Larry Augustin, Eric S. Raymond, Bruce Perens, Frank Hecker e Brian Behlendorf.

Curso para certificação LPI


Curso Certificação Linux LPI from Uira Ribeiro on Vimeo.

Este curso é focado especificamente nos tópicos que um administrador precisa saber, sem perda de tempo, com todos os assuntos das provas 101 e 102 da certificação LPI, CompTIA Linux+ e Novell.
Faça as provas da CompTIA Linux+ Powered by LPI e obtenha os certificados daCompTIALPI e Novell SuSE.

Conteúdo do Curso:

  • Tópico 101 - Arquitetura do Sistema
  • Tópico 102 - Instalação e Gerenciamento de Pacotes
  • Tópico 103 - Comandos GNU e UNIX
  • Tópico 104 - Dispositivos e Sistemas de Arquivos
  • Tópico 105 - Shell, Script e Gerenciamento de Dados
  • Tópico 106 - Interface do Usuário
  • Tópico 107 - Tarefas Administrativas
  • Tópico 108 - Serviços Essenciais do Sistema
  • Tópico 109 - Fundamentos de Rede
  • Tópico 110 - Segurança
Recomendo http://www.certificacaolinux.com.br/treinamento_lpi.php

Conheça o Linux Mint - Ótima distribuição :)


Linux Mint é uma distribuição Linux irlandesa. Possui duas versões: uma baseada em Ubuntu (com o qual é totalmente compatível e partilha os mesmos repositórios) e outra versão baseada em Debian.
Diferencia-se de ambos os sistemas por incluir drivers e codecs proprietários por padrão e por alguns recursos que permitem fazer em modo gráfico configurações que em ambos os sistemas são feitas através do modo texto. Utiliza por padrão o desktop Gnome modificado, com um menu no painel inferior junto à barra de tarefas (o MintMenu), similar ao menu do KDE, ou o menu "Iniciar" do Windows. O propósito da distribuição é providenciar um sistema Linux que funcione "out-of-the-box"; isto é, esteja pronto para uso assim que terminar a instalação. Dessa maneira, o único trabalho do usuário será o de personalizar a aparência, se desejar, e instalar programas extra, caso necessite. O Mint, foi apontado como uma das melhores distros para o uso em desktop(Wikipédia)


Nuveem

728x90